Seria muita falta de personalidade tentar ser mais comedido, mais contido, pra soar agradável e confortável pra consciência alheia!!

Foda-se, não sou a merda de um boneco mesmo!! "Por delicadeza, perdi minha vida"

 

Burra beleza triste, a que se consiste em versos soltos de significados só teus, em quão o mórbido te acalenta em madrugadas frias..

Ao teu peito canto em surdina,  meu talentoso solo dissonante, minha veia pulsante contra seus dentes de porcelana

Admira-se ao outro...

Boneca de vidro, se equilibra em passos de dança sobre a corda bamba num penhasco, pra somente ver uma flor amarela do outro lado

Reverência-se um leão banguela... sem manada, sem mais nada... ruge pra camuflar a força que não tem...

A ilusionista de circo falido, que não dorme sem Cartola, mágicas que só ela acredita, sem platéia

Amantes não são espelhos que refletem elogios, esses pobres não vem a fragilidade...

Porque só quem dança de madrugada entende a profundidade da alma, esse sim sabe beber vinhos baratos em velhos mausoléums

Só que não é essa troca que te alimenta... e sim, o espelho que não reflete o que é teu

Afinal o que pretendes ser?

A rainha cega num castelo de areia com mil suditos no deserto?

Prefiro ser rei de mim mesmo, dançando descalço fantasiado de plebeu... vem dançar que o asfalto é mais quente que o camafeu...




 


[ ver mensagens anteriores ]