Sweet Jane



Sweet Jane, invade a cegueira vermelha
O céu estrelado batiza deus eo inferno que não tem pulso pra acabar com esse amor.
Não existe o suficiente, a agua invadiu os pulmões sufocaram o ultimo ar.
Sweet Jane. Não cabe a compreensão dos mais cientistas. A mesma matéria em 2 corpos.
A mesma alma dividida. Duas pedras de gelo dissolvidas no sangue em pacto.
Pacto de amor, de alma, de vida, de outras vidas. Arrasta e ultra-passa do que se entende de sonho.
Teu corpo envelhece no gozo eterno.
Nossas cascas descansarão pra noutras vidas brincarmos até o fim.
Até o ultimo esquecer de apagar a luz. Sweet Jane
[ ver mensagens anteriores ]