Mafia Yakissoba Conhece o Tucupi
Mais uma madrugada. Ontem foi exposição do meu pai. Foi divertido, tavam la meus grandes amigos, meus irmãos (alguns já sairam de casa)..gosto quando eles se reunem. E minha namorada, mais linda do que nunca, tentando me acompanhar nas cervejas. Tava tudo certo... Claro que comprimentar umas tias véias, amigas da minha mãe, não é nada agradavel. Que quando me veem dizem.
"O Menino, como vc cresceu, ta bonito, engordou, ta gordo"
"EU?? É mesmo hehehe po legal"
Figuras que nunca vi mais feia.
Mas enfim, minha mãe gosta de apresentar a cria, e a gente finge que não se encomoda. E depois de algumas cervejas, o sorriso amarelo já vira uma cara de saco cheio.
Mas meu pai estava feliz, a noite era dele, e todo mundo adorou as obras dele, que mesmo sendo filho, to achando do caralho tambem.
Lá pela meia-noite seguimos para um jantar, dedicado ao meu pai, num casarão em Alto de Pinheiros, da sócia da minha mãe. Juntaram-se a nós Douglas Kim, e Edinho Kumasaka, (que la pelas tantas eu ja tava chamando de kawazaki, mas isso vem depois). Amigos nossos, integrantes da Máfia Yakissoba. Só faltou o bebum padrinho da Máfia, Marião, mas ele já se desculpou e seus argumentos foram incontestáveis, por mais que pelas tantas da madrugada ele ligou, sacando que lá não teria só uma garrafa de Jack Daniels, e sim umonte de Black Label á vontade.
Enfim um puta jantar, bebidas de todos os tipos, e coroas... Muitas coroas, aquelas que se afogam em perfume francês. E acha que sabe falar de arte, pq leram o livro do Argan. Enfim tentei conversar com algumas, mas a certa altura, eu já tava falando tanta merda, que os maridos brochas, já olhavam feio pra minha cara de louco baforando uisque, na cara de suas mal-comidas mulheres. Eu não era uma ameaça, o papel de Giannechini não me caia bem, mas alguma coisa os incomodava. Caguei pra eles, e fui me juntar aos Mafiosos Orientais que se estabeleceram no quintal da casa, numa mesinha confortavel. Antes passei na cozinha peguei uma garrafa de vinho, e fui beber com os cumparsas.
Edinho, fugia do meu irmão Pablo, que apesar de muito macho e não fugir a raça, se rendia aos encantos orientais. Gabriel meu outro irmão tentava convencer o Kim, que a sócia da minha mãe era um ótimo partido. Kim chegou a se empolgar com aquilo, mas não foi corrrespondido.
E eu, observava aquilo, e me dando conta que cada vez mais o Gabriel imita meu pai. Sempre achei que foi o mais influenciado, mas percebia que até o jeito de ficar bêbado era igual.
Depois de conseguir se livrar do Pablo, Edinho conversava mais relaxado comigo e com Kim. De tão relaxado, eu e Kim percebemos que Edinho tava quase falando em Japônes. Acho que eu eo Kim tavamos bebendo o mesmo tanto, pois iamos nos dando conta que a nossa percepção sobre a festa eas pessoas, coincidiam.
Consegui arrumar um baseado por ali. Kim recusava, mas se rendeu pouco depois. Conheci melhor o Edinho ali. bêbado e chapado, o cara é boa gente pra caramba.
Kim constatou que o som, tava uma merda, entramos na casa, nos apossamos do sofá, quase afundando nele e bêbados. Consegui encontrar alguma coisa interessante ali, uma coletânea de Jazz que tinham os famosinhos, Chet Baker, Miles Davis, John Contrane. Não que eu não gostasse, mas meu gosto se aprofundou um pouco mais do que esses mais conhecidos.
A festa acabou por ali, nos expulsaram da casa junto com todos os convidados. E na saída se despedindo das pessoas, uma russa..isso mesmo uma russa, que se mostrou bem no final, ser a pessoa mais interresante da festa, constatou com um pensamento lógico curioso.
"O que vocês tão precisando, é de mulher"
Gabriel se adiantou indelicadamente e tentanto chamar a atenção.
" E quem não precisa"
Calamos a boca deles e prestamos atenção no que ela tava falando.
" Vocês tão precisando de mulher, vou trazer minhas filhas da Russia"
cacete eu nunca conheci uma russa, sempre ouvi dizer muito bem. Que elas eram mulheres dedicadas. Mas não foi isso que me impressionou, e sim uma mulher que alem de constatar o que nos faltava, ofereceu-nos suas filhas.
Um DIa Ainda Vou Pra Russia.
Isso é ... se elas não vierem pra cá
[ ver mensagens anteriores ]